segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Graças à morte, os corações se convertem


Pequena homenagem a Mercedes Sosa, "A voz da América", que se foi no último domingo. Foi-se encontrar com Violeta Parras, a grande compositora chilena, voz dos oprimidos da América do Sul por alguns anos.
Quem são hoje esses profetas que dão voz e vez a eles?


"...Graças à vida que me deu tanto
Me deu o riso e me deu o pranto
Assim eu distinguo fortuna de quebranto
Os dois materiais que formam meu canto
E o canto de vocês que é o mesmo canto
E o canto de todos que é meu próprio canto
."

2 comentários:

Vera Lúcia Luiz Kepler disse...

Movimento"Viva Mercedes Sosa"! Pela voz dela ainda muitos anônimos profetizarão. Será?
O Karl e eu costumávamos cantar uma música dela qd etávamos na nossa igreja paraeclesiástica. Acho que o título é "Te molesta/perturba mi amor?" Podemos tentar ressuscitar isso.

wilson tonioli disse...

Eu topo Vera. Já até comecei ensaiar "Volver a los 17".
bj