terça-feira, 28 de julho de 2009

domingo, 26 de julho de 2009

Muitos Mitos, Raras Realidades

Vinho ruim dá dor de cabeça.
Belas paisagens inspiram poetas.
Pastor bom é o que faz visitas.
A virtude mora no meio.
Ser voluntario é pensar no outro.
Silencio trás paz.
Conversar sobre sexo melhora o sexo.
Decorar versículos protege o crente.
Assistencialismo estraga a pessoa assistida.
Masturbação deixa a pessoa míope.
Paixão faz mal aos jovens.
Quem lê muito escreve bem.
Andar faz emagrecer.
Filho de pastor deve dar exemplo.
Cabelo cresce mais se cortado em lua crescente.
Diácono gosta de pobre.
Cão que late não morde.
Deus trás o desviado pelo bem ou pelo mal.
Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar.
Moça em seminário procura esposo.
Café evita o sono.
Todo bêbado sabe cantar.
Chá brocha.
Mãe que amamenta deve tomar leite.
Mente vazia oficina do diabo.
Mente cheia oficina de Deus.
Intuição de mãe não erra.
Em velório de crente não existe tristeza.
Sofrer inspira.
O importante é competir.
Sociedade com pagão não é abençoada.
Bom ator é o que sabe chorar.
Há poder nas palavras.
Poetas são pessoas boas.
Pinga abre o apetite.
Igreja em crise está em pecado.
Toda pregação é palavra de Deus.
Deus castiga...

Vinho ruim inspira poetas.
Pastor bom é o que dá dor de cabeça.
A virtude é pensar no outro.
Conversar sobre sexo protege o crente.
Decorar versículos deixa a pessoa míope.
Ser voluntario melhora o sexo.
Paixão faz emagrecer.
Filho de pastor cresce mais se cortado em lua crescente.
Diácono faz mal aos jovens.
Cão que late trás o desviado pelo bem ou pelo mal.
Masturbação não cai duas vezes no mesmo lugar.
Moça em seminário evita o sono.
Todo bêbado deve tomar leite.
Mente vazia não existe tristeza.
Sofrer é competir.
Bom ator não morde.
Há poder nas pessoas boas.
Mãe que amamenta abre o apetite.
Igreja em crise procura esposo.
Toda pregação deve dar exemplo.
Deus é o que sabe chorar...

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Há Pelos – da série, Curtos Contos de Cultos

Era uma vez um pastor que sempre fazia apelos. Tendo ou não sermão, o apelo existia. Fazia apelo em tudo o que considerava oportunidade.
Em aniversário de crianças:
“Alguma criança quer comer bolo na casa do papai do céu um dia? Levanta a mãozinha... A gente nunca sabe quando vai comer um salgadinho estragado... Não vou falar mais... Jesus fica triste quando você se aproxima da mesa dele só quando tem brigadeiro...”

Em velórios: “Não deixe que a vergonha e o respeito pela viúva o impeçam de vir à frente. Amanhã pode ser você que estará coberto de flores. Vou orar por você e já poderá morrer a qualquer momento; sem carência nenhuma...”

Em casamentos: “Você mocinha, que um dia quer estar aqui, mas se sente cada vez mais longe desse sonho... Tome essa atitude de fé: venha à frente enquanto os noivos cumprimentam os padrinhos...”

Tinha muita unção, mas era sem noção. Fazia apelo até em oração para se iniciar uma pelada de acampamento.
Acontece que um dia fora convidado para pregar em uma dessas igrejas em que, especialmente as mulheres, não mexem no corpo. Fazia muito calor. Tudo estava muito quente em todos os sentidos: culto, corpo, espírito... Chegara então o momento do grande apelo de consagração, ou coisa desse tipo. Muitas - para não dizer todas - irmãs se consagraram, mas a visão das axilas in natura deixara o pastor tão impactado – só para usar expressão contemporânea – que naquela noite, dizem, nem o suquinho ralo de maracujá, nem o lanchinho com carne moída ao final do culto tomou.
Na verdade, nunca mais fez apelos. Nunca mais nem pregou. Nunca mais nem se o viu em igreja alguma.

terça-feira, 14 de julho de 2009

segunda-feira, 6 de julho de 2009

O que é o que é?

O que é o que é?
Toca órgãos, mas não é prostituta.
Lidera mulheres, mas não é feminista.
É sempre homenageada, mas não é escritora morta.
Vive se mudando, mas não é cigana.
?
?
?
?
?
?
?
R. Mulher de pastor de igreja tradicional

O que é o que é?
Vive declarando, mas não é contador.
Amarra, mas não é barbante.
Toma posses, mas não é posseiro.
Possui revelações, mas não é fotógrafo.
É super fiel, mas não é cão de guarda.
?
?
?
?
?
?
?
R. Pastor neo pentecostal

O que é o que é?
Fica noventa minutos em pé, cantando e pulando, mas não é corintiano.
Ajoelha, mas não reza.
Ergue as mãos, mas não está sendo assaltado.
Aplaude em pé, mas não é platéia de ópera.
?
?
?
?
?
?
?
R. Evangélico carismático

O que é o que é?
Fica parado por muito tempo na porta, mas não é soldado da rainha.
Distribui panfletos, mas não é panfletário.
Providencia cadeiras, mas não é marceneiro.
Vive em busca de lugares vazios, mas não é empreendedor imobiliário.
Conversa com bêbados, mas não é diretor dos Alcoólatras Anônimos.
?
?
?
?
?
?
?
R. Diácono de plantão

O que é o que é?
Está à frente da banda, mas não é puxador de fanfarra.
Sua fala possui sempre trilha sonora, mas não é Cid Moreira.
Mexe, soca, gira e enrola a massa, mas não é pizzaiolo.
?
?
?
?
?
?
?
R. Ministro de música

O que é o que é?
Detesta água, mas não é gato.
Vive da reforma, mas não é mestre de obras.
Gosta de conselhos, mas não é vovó.
É frio e objetivo, mas não é James Bond.
?
?
?
?
?
?
R. Pastor presbiteriano

É enjoativa, dá receitas e fala mais que um papagaio, mas não é a Ana Maria Braga.
Rouba a cena, mas não é ator coadjuvante.
Responsável pelo sucesso nos apelos, mas não é um bom advogado.
Compõe mantras, mas não é um tibetano.
?
?
?
?
?
?
?
R. Banda Gospel

O que é o que é?
É cheio de poder, mas não é o presidente do senado.
Fala muitas línguas, mas não é poliglota.
Lida com fogo, mas não é bombeiro.
Berra, mas não é cabrito.
Impõe as mãos, mas não é massagista shiatsu.
?
?
?
?
?
?
?
R. Pastor pentecostal

O que é o que é?
Espalha rodinhas de conversa, mas não é peido.
Pensa que é Deus, mas não é megalomaníaco.
Acaba com a graça, mas não precisa matar palhaço.
É contra a relatividade, mas não é crítico de Einstein.
?
?
?
?
?
?
?
R. Pastor fundamentalista

O que é o que é?
Corre riscos, mas não é investidor.
É Gideão, mas não é juiz.
Segue alguém com nome de mártir, mas quem se sacrifica é ele mesmo.
Está de bem com a vida, mas não é atriz em propaganda de absorvente.
Seus ídolos estão num telão, mas não é cinéfilo.
?
?
?
?
?
?
?
R. Fiel da Renascer

quinta-feira, 2 de julho de 2009